Províncias

Escola de hotelaria e turismo forma jovens

Adolfo Mundombe |

Um total de 166 jovens receberam, na sexta-feira, nesta cidade, os certificados do curso básico de hotelaria e turismo, nas categorias de bar e mesa, recepção e andares.

Um total de 166 jovens receberam, na sexta-feira, nesta cidade, os certificados do curso básico de hotelaria e turismo, nas categorias de bar e mesa, recepção e andares.
 O curso de hotelaria e turismo, de 45 dias de duração e com professores portugueses, foi o primeiro do género na província do Huambo. A directora provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, Delina Samessele, considerou oportuna a formação de jovens neste ramo, atendendo ao crescimento da rede hoteleira.
Delina Samessele disse ser urgente a reabilitação e a construção de mais infra-estruturas hoteleiras, a recuperação da escola especializada na província e garantiu que o governo, em parceria com outros actores sociais, vai continuar a apostar na formação profissional neste ramo.
“Esta primeira formação veio confirmar a importância que o governo atribuiu à hotelaria e turismo”, disse Delina Samessele, sublinhando este ramo económico como chave para o desenvolvimento social e económico, pelos múltiplos efeitos que gera, directa ou indirectamente, na criação de postos de trabalho.
O vice-governador para esfera económica social, Henriques Barbosa, recomendou maior celeridade na fixação dos preços praticados pelas unidades hoteleiras e que sejam compatíveis com o nível de vida dos clientes. Pediu ainda a observância rigorosa das normas de higiene, uma melhor prestação de serviços aos clientes e promoção da culinária local.

Tempo

Multimédia