Províncias

Escola do ensino superior faz baptismo dos caloiros

Carlos Paulino | Menongue

A Escola Superior Politécnica de Menongue, uma unidade orgânica da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, realizou, na sexta-feira, a cerimónia de baptismo de caloiros, que teve a participação de membros do governo da província, entidades eclesiásticas e tradicionais.

A Escola Superior Politécnica de Menongue, uma unidade orgânica da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, realizou, na sexta-feira, a cerimónia de baptismo de caloiros, que teve a participação de membros do governo da província, entidades eclesiásticas e tradicionais.
Na cerimónia, o presidente da Associação dos Estudantes da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, José Arão Tchisonde, defendeu a necessidade de uma estreita colaboração entre o Estado e os estudantes universitários para se elaborarem acções que ajudem os governos provinciais a ultrapassarem determinados problemas de ordem social, económica, cultural e política. “A juventude académica é hoje um pilar indispensável para o desenvolvimento de qualquer país e tendo em conta que Angola não é excepção é necessário que passemos da teoria à prática, colocando à disposição do Governo toda nossa sabedoria”, frisou.
O Governo angolano, lembrou, tem realizado muitas acções em prol da juventude, como por exemplo a criação de novas universidades públicas em todas as províncias do país.
“Queremos colaborar com o Estado e o Governo na prevenção das grandes endemias, do VIH/Sida e dos problemas ambientais”, disse.
José Tchisonde exortou a juventude universitária a abandonar práticas indignas, como o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o uso de drogas e a corrupção.
Na cerimónia foram baptizados 132 alunos do curso de biologia, 70 de matemática e igual número de enfermagem.
Estes três curso são os únicos até ao momento ministrados na Escola Superior Politécnica do Menongue.

Tempo

Multimédia