Províncias

Escola Superior forma primeiros bacharéis

Em Ndalatando, os quatro primeiros estudantes da Escola Superior Pedagógica do Kwanza Norte (ESPKN), aberta em 2007, obtiveram, sábado último, os graus de bacharéis em Ciências da Educação, após defenderem os seus trabalhos de fim de curso.

Formação de quadros assume-se como política prioritária do governo de Angola
Fotografia: JA

Em Ndalatando, os quatro primeiros estudantes da Escola Superior Pedagógica do Kwanza Norte (ESPKN), aberta em 2007, obtiveram, sábado último, os graus de bacharéis em Ciências da Educação, após defenderem os seus trabalhos de fim de curso.
Os estudantes Graciana Eugénia Caetano, Victorino Abel Manuel e Gerónimo Eugénio formaram-se nas especialidades de Português/Inglês, e Matari Vicente Manuel Gomes, em Matemática, dando início a um processo que até ao dia 24 de Dezembro próximo deverá abranger outros 271 candidatos ao bacharelato.  
Victorino Abel, de 27 anos, e Graciana Caetano, de 55, obtiveram vinte valores na defesa da monografia com o titulo "Proposta de exercícios para Melhorar o Desenvolvimento das Habilitadas de Escrita na Disciplina de Língua Inglesa no primeiro ano da Escola Superior Pedagógico do Kwanza Norte". Gerónimo Eugénio Matari, de 26 anos, e Vicente Manuel Gomes, de 30, obtiveram a mesma classificação pela apresentação do tema "Correcção de Problemas Envolvendo Triângulos Rectângulos". Os trabalhos foram defendidos perante júris formados por docentes de nacionalidade cubana, que asseguram o funcionamento da ESPKN.
A ESPKN é vocacionada para a formação de docentes com o nível de bacharelato, leccionando cursos de Educador de Infância, Português/Francês, Português/Inglês, Matemática, Químico-Física e Biologia. Os estudantes começaram a preparar os seus trabalhos científicos no mês de Julho do corrente ano e frequentaram estágios preparatórios em diferentes escolas do primeiro ciclo e secundário.
A cerimónia de abertura das defesas foi assistida por inúmeras personalidade da cidade de Ndalatando, tendo o governador da província do Kwanza Norte, Henrique André Júnior, sido representado pelo director provincial da educação, Vicente Manuel.

Tempo

Multimédia