Províncias

Estrada de Oncócua é reabilitada

Dionísio David | Curoca

A Administração da comuna de Oncócua, sede do município do Curoca, 300 quilómetros a Oeste da cidade de Ondjiva, está satisfeita com o início da reabilitação das principais vias de comunicação que ligam aquela localidade ao resto da província, visto que isso vai permitir uma melhor circulação.

A recuperação da importante via rodoviária do Cunene permite uma melhor circulação entre os municípios de Curoca e da Cahama
Fotografia: Kamussel.Com

A estrada que liga a sede de Oncócua à comuna de Otchinjau, município da Cahama, numa distância de 180 quilometros, está a ser reabilitada. Os trabalhos arrancaram este mês com a instalação dos equipamentos e as obras têm um prazo previsto de entrega de 24 meses, de acordo com o chefe da obra, Teixeira dos Santos.
O administrador comunal de Oncócua, Jeremias Pedro, disse  que a reabiltação da estrada vai diminuir o sofrimento das pessoas que ali transitam para resolverem os seus problemas na capital da província e noutros pontos do país.
A via que liga a sede de Oncócua ao resto da província tem sido uma das mais dificeis de circular, sobretudo na época chuvosa, devido ao estado avançado de degradação, obstáculos naturais e alguns engenhos explosivos existentes em áreas por desminar. Daí que a sua reabilitação seja, acima de tudo, uma mais-valia para o crescimento e desenvovimento da comuna, com particular realce para os benefícios que vai trazer para as populações. Carlos  Rocha, director nacional das Infra-Estruturas Rodoviárias do Ministério da Construção, que visitou a obra, assegurou que, apesar dos vários constrangimentos existentes, como resultado dos obstáculos naturais e dos sítios por desminar, “o andamento dos trabalhos é satisfatório e o balanço positivo”. Foram já desminados mais de 17 quilómetros quadrados, que permite à empresa de construção civil começar a concentrar os meios e equipamentos para melhorar o piso, de modo a facilitar o tráfego rodoviário. O director nacional das Infra-Estruturas informou que está em curso na região a terraplenagem da estrada entre Ondjiva e a comuna do Cuamato, um percurso de 80 quilómetros, e entre o Cuamato e Naulila, com a mesma distância.
O encarregado da obra, Teixeira dos Santos, esclareceu que houve algum atraso natural no arranque dos trabalhos, em resultado da conjuntura económica do país, mas todas as dificuldades foram resolvidas e em breve a reabilitação ganha a velocidade necessária para o cumprimento dos prazos acordados com as autoridades.

Tempo

Multimédia