Províncias

Estradas são asfaltadas no próximo ano

Joaquim júnior | Uíge

Algumas das principais vias de acesso às localidades do interior dos municípios dos Buengas, Ambuíla, Maquela do Zombo e Quimbele, na província do Uíge, começam a ser asfaltadas a partir do próximo ano, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), anunciou o vice-governador para a área técnica e infra-estruturas.

Algumas das principais estradas de acesso ao interior dos municípios são melhoradas
Fotografia: Mavitidi Mulaza | Uíge

Num encontro técnico realizado entre responsáveis do Governo Provincial e da construtora brasileira Odebrecht, Afonso Luviluco informou que, no âmbito do PIP, há outras acções a desenvolver, como a construção de infra-estruturas no Pólo Industrial do Uíge e no Negage, onde também vão ser executados trabalhos de requalificação da rede de esgotos e águas pluviais.
A reunião, dirigida pelo governador provincial Paulo Pombolo, e presenciada pelos membros do Governo e equipa técnica da Odebrecht, serviu para a apresentação e explicação sobre os principais investimentos da província, programados para o triénio 2015/2017.
O vice-governador esclareceu que durante o encontro foram apresentados projectos básicos da província e considerou a Odebrecht uma grande construtora, que está a cooperar na reconstrução do país, em particular na província do Uíge, onde procuram ajudar o Governo Provincial a definir carteiras de obras.
Além das estradas principais, terciárias e secundárias, a construtora vai intervir também na área social, onde as prioridades apontam para a construção de casas para realojamento dos cidadãos residentes nos edifícios insalubres da cidade do Uíge. “Pensamos que a Odebrecht vai ajudar a acelerar a concretização de muitos projectos, dada a sua capacidade financeira”, disse o vice-governador
O representante da Odebrecht no Uíge, Agílio Campos, salientou que a empresa vai procurar melhorar a imagem da província, de modo a contribuir com a sua experiência na execução dos projectos integrados no Plano de Desenvolvimento e potenciar a componente social em vários domínios. Em 2016, a Odebrecht vai trabalhar na construção de mini-hídricas, de 10 a 15 MW, nos rios Cuango e Cuilo, para o fornecimento de luz eléctrica às vilas municipais do Quimbele, Buengas, Sanza Pombo e Cangola, além de reabilitar a estrada Uíge-Songo, até à ponte sob o Rio Lucunga.
Também vai elaborar um projecto de requalificação das aldeias que ficam ao longo das estradas nacionais.

Tempo

Multimédia