Províncias

Estradas secundárias são reabilitadas

A Administração do Município do Ucuma, a 97 quilómetros da cidade do Huambo, está a ampliar e terraplenar, desde a semana passada, as estradas secundárias e terciárias.

Fotografia: Mota Ambrósio

O administrador municipal, Fernando de Carvalho, informou que estão em curso trabalhos em 92 quilómetros de estradas degradadas, entre elas a que liga a vila municipal e a comuna do Mundundo.
Explicou que a terraplenagem vai estender-se até ao mês de Agosto. O administrador Fernando de Carvalho reconheceu que o estado actual das estradas secundárias e terciárias é precário, estando a condicionar a circulação automóvel.
As estradas secundárias do Londuimbali também começam a ser reabilitadas em breve. O chefe da repartição local para os assuntos técnicos e produtivos, António Gonçalves, informou ontem que o trabalho é coordenado e executado por técnicos da Brigada de Estradas da Direcção das Obras Públicas.
Neste momento está em curso o levantamento dos troços mais críticos, para se determinar a quantidade de meios a serem utilizados na fase de recuperação das vias.
Segundo António Gonçalves, além das estradas secundárias também  merecem obras de restauro as vias que ligam a vila e as aldeias com maior densidade populacional.
O projecto contempla a abertura de valas de drenagem. O chefe da repartição local para os assuntos técnicos e produtivos do município do Londuimbali informou que desde 2011 foram já terraplenados 50 quilómetros de estradas. Por outro lado, o programa de construção de infra-estruturas sociais na comuna da Calenga, município da Caála, província do Huambo, foi apresentado, na semana finda, pelo Governo Provincial.
O acto, inserido no projecto Bom Jesus-Calenga,  foi orientado pelo vice-governador da província do Huambo para o Sector Económico, Joaquim da Conceição.
O coordenador do projecto Bom Jesus-Calenga, Durval Quintino, disse que o programa prevê a construção, em nove meses, de quatro escolas com sete salas e residências para professores, dois postos de saúde e a reabilitação de 116 quilómetros de estradas secundárias e terciárias, no valor de catorze milhões de dólares. Durval Quintino acrescentou que, ainda este ano, são melhorados, em 25 aldeias, os canais de irrigação, visando o fomento da actividade agrícola.
O projecto Bom Jesus-Calenga presta assistência a dez mil famílias camponesas, visando o aumento da produção nas comunidades.

Tempo

Multimédia