Províncias

Estrangeiros voltam a casa por vontade própria

Jaquelino Figueiredo | Soyo

Os cidadãos estrangeiros que residem ilegalmente na cidade do Soyo,  particularmente congoleses democráticos, estão a regressar voluntariamente para os seus países, em face da  “Operação Resgate” em curso em todo país, apurou ontem o “Jornal de Angola” .

Muitos estrangeiros estão a regressar por via marítima
Fotografia: Jaquelino Figueiredo | Soyo| Edições Novembro

Os que se dedicam ao comércio ambulante, nas principais artérias da cidade, são maioritariamente os que estão  a abandonar o Soyo.  Muanda Nsimba, 31 anos, da RDC, que vive há nove anos no Soyo disse que está de malas feitas porque a Polícia recebeu denuncias sobre os locais onde vivem os estrangeiros ilegais. “ Antes que me  prendam e perco todos os bens prefiro regressar ao meu país voluntariamente”, disse.
O comandante da 2ª unidade provincial da Polícia de Guarda Fronteira, superintendente-chefe José  Fernandes, disse que estão mobilizados 244 efectivos, afectos ao Ministério do Interior, Serviço de Investigação Criminal, Serviço de Migração e Estrangeiros  e da Polícia de Ordem pública .
“A nossa missão não é molestar nenhum cidadão, apenas repor a ordem e a tranquilidade em toda cidade”, disse.

Tempo

Multimédia