Províncias

Expansão da rede sanitária melhora assistência médica

Casimiro José| Conda

A expansão da rede sanitária na Conda melhorou a assistência médica e medicamentosa, reduziu a mortalidade materno-infantil e o número de casos de várias doenças, disse o administrador municipal.

Administrador Fernando Fonseca
Fotografia: Casimiro José| Conda

Fernando Fonseca afirmou que o Programa de Cuidados Primários de Saúde permitiu aumentar no município a quantidade de unidades sanitárias, sobretudo nas áreas rurais, adquirir equipamentos hospitalares e recrutar técnicos de saúde.
O número actual das unidades sanitárias no município, referiu, permite que os habitantes, mesmo das zonas mais afastadas tenham assistência médica e medicamentosa.
Conda tem 32 unidades de saúde, mas apenas dois médicos, um técnico de diagnóstico, 43 enfermeiros e 34 auxiliares.
 O Hospital Municipal da Conda tem serviços medicina geral, pediatria, maternidade, banco de urgência, farmácia, laboratório de análises, testagem voluntária de VIH/Sida e RX.
Na sede da comuna do Cunjo foi construído um centro de saúde, com 15 camas, e postos de saúde nas localidades de Limba, Manguanda, Caúnje, Dele e da Cumbira I. O administrador municipal prometeu que no próximo ano vão continuar as melhorias no sector e ser construídas casas para os médicos.
A formação contínua dos enfermeiros e de outros técnicos, saneamento do meio e melhoria do abastecimento da água são outros desafios para 2015.
O município, com 2.090 quilómetro quadrado, tem quase 77 mil habitantes.

Tempo

Multimédia