Províncias

Faculdade de Ciências Agrárias aposta na investigação científica

A Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) vai apostar, nos próximos quatro anos, na investigação científica e aproximação dos estudantes aos campos agrícolas, com vista a melhorar as técnicas de produção e qualidade dos alimentos.

Aposta visa melhorar as técnicas de produção e a qualidade dos alimentos
Fotografia: JA

A Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) vai apostar, nos próximos quatro anos, na investigação científica e aproximação dos estudantes aos campos agrícolas, com vista a melhorar as técnicas de produção e qualidade dos alimentos, afirmou terça-feira o novo decano da instituição, Guilherme Gonçalves Pereira.
O novo decano pretende também que os resultados das pesquisas dos estudantes no campo experimental sejam transmitidos às famílias camponesas para promoção de boas práticas de produção agrícola, nas comunidades rurais do país. Gonçalves Pereira defende ainda que se encontrem parcerias que facilitem a reabilitação e apetrechamento dos laboratórios, das bibliotecas e salas de informática da Faculdade de Ciências Agrárias, para um estudo mais dinâmico e abrangente.
 Em entrevista à Angop, o decano afirmou que aquela faculdade tem a responsabilidade de formar engenheiros agrónomos capazes de incentivar e assegurar uma produção alimentar de qualidade, por isso, devem ser tomadas medidas organizativas para que a fazenda experimental da Faculdade de Ciências Agrárias possa ser um exemplo, cumpra com os objectivos para os quais foi concebida e permita melhorar a produção agrícola.
 Este ano, afirmou, a instituição perspectiva abrir o curso de Engenharia Florestal que tem disponíveis 25 vagas.
 A Faculdade de Ciências Agrárias paralisou em 1992 devido ao conflito armado,  tendo sido reaberta em 2003.

Tempo

Multimédia