Províncias

Famílias vulneráveis recebem cesta básica

Alfredo Ferreira | Kicabo

Mais de dez mil famílias do município do Dande   beneficiam do projecto “Kicuia”, desde ontem na localidade de Kicabo, com o objectivo de combater a pobreza, disse o director nacional adjunto do programa de combate à pobreza.

O programa permite a cada mãe obter um cartão para aquisição de bens de primeira necessidade no valor de dez mil kwanzas por mês
Fotografia: Vanda dos Santos

Marcelo Sacramento falava no acto de  lançamento e referiu que com a implementação do projecto “Kicuia” se prevê  beneficiar cem mil famílias a nível do território nacional.  O programa permite a cada mãe obter um cartão para aquisição de bens de primeira necessidade no valor de dez mil kwanzas por mês, nas lojas da rede “Nosso Super”. O programa “Kicuia”, que já existe em dez províncias, beneficia  as famílias vulneráveis e ligadas à actividade agrícola. O director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, António da Silva, disse que numa primeira fase o programa  abarca os municípios do Dande, Nambuangongo, Bula-Atumba e Ambriz.
António da Silva acrescentou que o programa de combate à fome e à pobreza contém várias vertentes, como por exemplo a construção de infra-estruturas nos sectores da Saúde e da Educação. Com o programa “Kicuia”, adiantou o director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, o Governo   ajuda as populações camponesas que têm dificuldades em escoar os seus produtos e que, em caso de seca, acabam por passar momentos difíceis.
 No Dande,  as famílias abrangidas mostraram-se felizes com a chegada do programa à província do Bengo, tendo em conta que vai facilitar a vida de muitas famílias, muitas das quais sob responsabilidade só de mulheres.
Francisca Afonso, uma das contempladas e mãe de seis filhos órfãos de pai, disse que o programa é bem-vindo, pois vai melhorar a dieta alimentar dos filhos.

Tempo

Multimédia