Províncias

Formadores de Alfabetização em seminário de qualificação

Kátia Ramos | Ndalatando

O chefe do departamento de alfabetização de adultos do Ministério da Educação, Alberto Sobrinho, disse que 23 professores e 22 alunos participaram em Ndalatando num seminário de formação a supervisores, formadores e alfabetizadores.

O chefe do departamento de alfabetização de adultos do Ministério da Educação, Alberto Sobrinho, disse que 23 professores e 22 alunos participaram em Ndalatando num seminário de formação a supervisores, formadores e alfabetizadores.
O seminário foi realizado com o objectivo de melhorar os conhecimentos dos formadores que trabalham como os supervisores provinciais e municipais. Explicou que os cursos são feitos por módulos. O “módulo 1” tem a ver com os alfabetizandos que ainda não sabem ler e escrever e o “módulo 2” serve para os alunos que já estão dentro do sistema.
Alberto Sobrinho acrescentou que durante o ano passado a direcção de Ciências e Tecnologias da Educação teve um aproveitamento de 7.600 alunos alfabetizados e sete mil a frequentarem o “módulo 2”.
O Kwanza-Norte espera alcançar um total de nove mil alfabetizados ainda este ano.
A direcção local da Educação instalou nos municípios equipas para encorajar os iletrados de todas as idade e níveis sociais a frequentarem as aulas de alfabetização.
“A actividade de sensibilização tem grande importância, visto que motiva a as pessoas a aprender a ler e escrever, pois estamos todos a contribuir no melhoramento e crescimento do país”.   A província do Kwanza-Norte tem nove escolas de alfabetização e 15 postos de ensino distribuídos em todos os municípios.

Tempo

Multimédia