Províncias

Fundo das Nações Unidas financia recolha de dados

Avaliar o grau de utilização dos contraceptivos foi o objectivo de um inquérito que a Direcção Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde promoveu em Novembro no Kwanza Norte e Sul, financiado pelo Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP).

Avaliar o grau de utilização dos contraceptivos foi o objectivo de um inquérito que a Direcção Nacional de Saúde Pública do Ministério da Saúde promoveu em Novembro no Kwanza Norte e Sul, financiado pelo Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP).
O estudo recolheu dados sobre a  procura de contraceptivos a nível do mercado das referidas províncias, estabelecendo contactos com os proprietários dos estabelecimentos privados e públicos, onde os contraceptivos devem estar disponíveis, de forma a perceber o grau de circulação dos referidos fármacos, os tipos mais comercializados e o nível de procura. O projecto pretende ainda perceber, através dos utentes, sobretudo mulheres, o grau de esclarecimento em relação ao uso de anticoncepcionais.   
As informações recolhidas vão também auxiliar a planificação das actividades do Programa de Planeamento Familiar, criar um perfil da utente e determinar as quantidades necessárias de contraceptivos a serem encaminhadas para cada localidade do país, de modo a evitar-se faltas ou excessos.
O inquérito serviu de base a um estudo piloto que abrangeu, numa primeira fase, as províncias do Kwanza Norte e Sul e cujos resultados vão determinar a extensão do programa às outras províncias. 
O Fundo das Nações Unidas para a População FNUAP é uma entidade internacional que trabalha em parceria com o Executivo angolano em vários programas de saúde, concretamente na melhoria da saúde materno-infantil, implantação de centros de planeamento familiar em várias unidades sanitárias.

Tempo

Multimédia