Províncias

Ganda precisa de docentes para assegurar o ano lectivo

O município da Ganda, na província de Benguela, precisa de cerca de 600 novos professores para assegurar o normal funcionamento das escolas, no próximo ano lectivo, revelou ontem o chefe de repartição local da Educação.

Afonso Sapalo disse que as necessidades devem-se à transferência de 200 professores para outras localidades, à reforma e a falecimentos. “É possível, no próximo ano, a abertura de um concurso público a nível de Benguela, operação que pode ser a solução para o preenchimento das lacunas existentes no sector da Educação”.
Afonso Sapalo referiu que 2.761 professores estiveram envolvidos no presente ano lectivo, assegurando o ensino a 88.022 alunos, dos quais 75.553 no ensino primário, 9.917 no I ciclo e 2.752 no II ciclo do secundário. O sector da Educação na Ganda, salientou, espera atingir um aproveitamento escolar na ordem dos 75 por cento no final deste ano académico”.

Tempo

Multimédia