Províncias

Gás do Soyo à venda

A Angola LNG anunciou a venda do seu primeiro carregamento de gás butano a uma subsidiária da petrolífera Sonangol.

O comunicado esclarece que as vendas de gás butano pela Angola LNG vão ser “prioritariamente” para o mercado doméstico, e o butano remanescente é atribuído às afiliadas de todos os accionistas da Angola LNG para exportação, em regime FOB.
No comunicado, que não especifica as quantidades nem o valor da transacção, Artur Pereira, presidente da Angola LNG Marketing Limited, destacou esta primeira venda. “A expedição e venda deste carregamento de butano para uso doméstico constitui mais um marco importante na história da Angola LNG. Este fornecimento de gás butano pressurizado, bem como os que vão ocorrer no futuro, constituem um contributo para as necessidades de energia de Angola e consequentemente para o crescimento e desenvolvimento do país.”
O anúncio da primeira venda de gás butano vem na sequência do primeiro carregamento de LPG (gás propano), igualmente vendido à Sonangol, em Janeiro passado.
O projecto Angola LNG junta a Chevron (36,4 por cento), Sonangol (22,8 por cento), BP Exploration (13,6 por cento), ENI (13,6 por cento) e Total (13,6 por cento).

Tempo

Multimédia