Províncias

Governação inclusiva é defendida no Lobito

Jesus Silva

O administrador municipal do Lobito manteve um encontro com os representantes dos partidos políticos  MPLA, UNITA e Casa-CE e confissões religiosas sediadas na cidade, para auscultar os principais problemas.

Prioridade é a melhoria do nível de vida e da imagem da urbe
Fotografia: Jesus Silva | Edições Novembro

Nelson da Conceição disse que os representantes dos partidos políticos e das igrejas   asseguraram e predispuseram-se a colaborar com a administração, apresentando sugestões e inquietações. 
Para Nelson da Conceição, o objectivo é melhorar o município do Lobito e o bem-estar dos seus habitantes, numa governação onde todos são chamados a dar o seu melhor em prol das condições económicas e sociais das comunidades.
“Foi-nos assegurado que nos farão chegar um memorando com algumas inquietações e que logo que esteja concluído o apresentarão, para juntos podermos discutir e encontrar soluções.”
O novo administrador municipal do Lobito reuniu-se também com fazedores de opinião, com quem abordou questões relacionadas com a troca de impressões que deve existir sobre os assuntos que preocupam a população da urbe e encontrar soluções para superar os problemas existentes.
“A sociedade civil tem de estar organizada para fazer com que as opiniões, os pontos de vista e inquietações da população cheguem à Administração”, afirmou Nelson da Conceição, para acrescentar que “as partes pensantes do Lobito e não só devem emitir com rapidez e agilidade a sua opinião, para juntos discutirmos os problemas do Lobito”.

Tempo

Multimédia