Províncias

Governador exige mais rigor na execução da coisa pública

Arão Martins | Lubango

O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, pediu aos administradores municipais, a primarem por mais rigor na execução da coisa pública, na abertura da primeira reunião ordinária do governo.

Na província foram aprovados vários programas que vão ser executados em função do Orçamento reajustado.O governador afirmou que o reajustamento foi drástico: “Mesmo assim,temos que continuar a realizar acções com os valores disponibilizados,
para melhorar a qualidade de vida da população. Temos que primar por uma gestão rigorosa com os recursos disponíveis. Temos que nos adaptar a esta realidade, ser inteligentes para podermos cumprir os nossos programas”. Na  reunião foi abordado o relatório anual do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, apreciação do Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto e medidas a tomar.
O relatório anula sobre as actividades desenvolvidas pelo Governo
Provincial da Huíla em 2014, a proposta do novo tarifário de água parao sistema de abastecimento da cidade do Lubango, situação da maláriana província, plano de aceleração para a redução da Sida e a
situação da tuberculose, foram outros assuntos abordados no encontro.O programa de restauro do monumento Cristo Rei, o relatório de balanço do Natal da Criança 2014 e a necessidade de fluidez de dados de todas as actividades governamentais, constaram também da agenda, que contou com a presença do vice-governador para o sector económico,
Sérgio da Cunha Velho e a vice-governadora do sector Político e Social, Maria João Chipalavela.

Tempo

Multimédia