Províncias

Governador inaugurou escola no município do Golungo AltoGovernador inaugurou escola no município do Golungo Alto

André Brandão | Ndalatando

O município do Golungo Alto tem, desde terça-feira, uma escola do segundo ciclo, inaugurada pelo o governador provincial, Henrique André Júnior,no âmbito das comemorações do 34º-  aniversário na independência nacional.

Sector de ensino na província do Kwanza-Norte enquadra mais alunos
Fotografia: André Brandão

 

O município do Golungo Alto tem, desde terça-feira, uma escola do segundo ciclo, inaugurada pelo o governador provincial, Henrique André Júnior,no âmbito das comemorações do 34º-  aniversário na independência nacional.
O chefe de repartição da Educação, Vicente Caetano João, referiu que a escola tem cinco salas de aulas e uma de informática com capacidade para 12 alunos, pátio, secretaria, biblioteca, área administrativa e gabinetes para o director e subdirectores administrativo pedagógico. A construção está orçada em 57,6 milhões de kwanzas. 
 
Serviços de Educação
 
Vicente João disse que o município tem com 41 escolas, 11 de carácter definitivo, estando prevista a reparação de uma na comuna de Kilombo Kiaputo, além de e 30 provisórias. Estão matriculados, neste ano lectivo, 7.578 alunos. Mais de 1.325 encontram-se fora do sistema normal de ensino, por falta de salas de aulas.
Esta falta de salas, sublinhou, faz com que cada turma tenha mais de 70 alunos.
Os alunos que, no ano lectivo passado, concluíram a 9ª classe só podem continuar a estudar estudos no próximo, quando for inaugurada mais uma escola, com capacidade para cerca de 250 estudantes
Para suprir as dificuldades no campo da educação, Vicente João solicitou às autoridades locais para que sejam construídas mais seis salas de aulas e recrutados mais 23 professores para o primeiro e segundo ciclos.

Assistência sanitária
 
O director municipal da Saúde do Golungo  Alto garantiu que a situação sanitária da região decorre com normalidade, tendo em conta a capacidade de resposta à procura e à disponibilidade de fármacos.
José Franco Martins disse que o hospital tem 121 camas, dispõe de banco de urgência, pediatria, maternidade, medicina e uma sala para a doença do sono e de três médicos e 48 técnicos.
A comuna de Cambondo conta com um centro de saúde, para além de postos nas localidades da Cerca, Kilombo Kiaputo, Cabinda do Golungo, Mululu.
As doenças respiratórias agudas e a diarreia são as doenças mais frequentes no Golungo Alto. Para a prevenção da gripe N1H1 foi criada uma enfermaria para identificar eventuais casos e têm sido realizadas palestras em todas as comunas.
O administrador municipal, Cirilo Matias Mateus, agradeceu o gesto do governo e transmitiu o desejo da população em ter uma escola do ensino médio no município,
Golungo-Alto tem 1. 989 quilómetros quadros e cerca 34 mil habitantes, que, maioritariamente, vive da agricultura.

Tempo

Multimédia