Províncias

Governador visita obras de reabilitação das centrais de captação de água potável

Joaquim Aguiar |Dundo


O governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, visitou, recentemente, no Dundo, as obras de reabilitação das centrais de captação de água do Mussungue, Cazunda e Chitato.

População dos bairros periféricos vai deixar de ser abastecida por cisternas
Fotografia: Jornal de Angola

O governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, visitou, recentemente, no Dundo, as obras de reabilitação das centrais de captação de água do Mussungue, Cazunda e Chitato.
O vice-governador para organização e serviços técnicos, Moisés Chingongo, disse que os empreiteiros se comprometeram a concluir as obras nos prazos previstos, apesar de ainda persistirem vários constrangimentos ligados a aspectos técnicos e à chegada tardia dos equipamentos.
O projecto de reabilitação dos centros de captação do Mussungue e Cazunda, orçado em 16 milhões de dólares, prevê a modernização e o aumento da capacidade dos sistemas de produção, tratamento e distribuição de água à cidade do Dundo e arredores.
 Até agora, foram montadas duas bombas, das cinco previstas, com a capacidade de produção de 100 metros cúbicos cada uma, concluídas as instalações para o gerador, de 250 kva, e admitido pessoal de guarda permanente.
O vice-governador disse que os centros de captação de água do Mussungue e Cazunda estão a ser concebidos para produzirem cerca de 600 metros cúbicos de água por hora, quantidade suficiente para satisfazer as necessidade dos habitantes da zona urbana da cidade do Dundo e os bairros Camaquenzo 1 e 2, Caxinde, Estufa, Satchidondo e Samacaca.
O governante assegurou que o trabalho de abertura de valas para a instalação da nova conduta, que vai transportar água das centrais de captação de Mussungue e Cazunda para o reservatório central da geofísica, no bairro Sachindongo, decorre a bom ritmo.
O projecto integrado de melhoria do sistema de abastecimento de água ao Dundo contempla, também, a reabilitação do reservatório central composto por três tanques, cada um com a capacidade para armazenar 2.500 metros cúbicos, a construção de um novo sistema de transporte e distribuição domiciliária, além de vários chafarizes e lavandarias públicas.
O projecto de águas do Mussungue e Cazunda, da responsabilidade do Governo, deve estar concluído em Junho.
As obras de reabilitação da captação do Chitato devem estar acabadas em Março.
A central de captação do Chitato, que vai funcionar com duas bombas, foi concebida para produzir 50 metros cúbicos de água potável. 

Tempo

Multimédia