Províncias

Governo do Cuanza-Sul apoia as vítimas da seca

Adelaide Mualimusi | Ondjiva Victor Pedro | Sumbe

Mais de 120 toneladas de produtos diversos foram entregues ao Governo da Província do Cunene, pela Comissão Provincial do Cuanza-Sul de Protecção Civil, para acudir as vítimas da seca.

Bens de primeira necessidade doados pela população foram entregues em Ondjiva
Fotografia: DR

Entre os donativos, constam produtos como arroz, fuba de milho, feijão, soja, sal, açúcar, peixe seco, massa alimentar, óleo vegetal, água mineral, sabão, café, medicamentos, roupa e calçado, bem como ração animal.
O vice-governador do Cu-anza-Sul para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Demétrio Selpúlveda, disse que os produtos foram doados pela população, no âmbito da campanha de solidariedade lançada pela Comissão Provincial de Protecção Civil, com vista a minimizar a carência alimentar no Cunene. “Os governantes, as associações profissionais, igrejas, autoridades tradicionais e a população em geral do Cuanza-Sul solidarizaram-se com as vítimas da calamidade que afecta a população da província do Cunene”, disse Demétrio Selpúlveda.
A vice-governadora do Cunene para o sector Político e Social, Soraya Calonguelo, em nome das vítimas da seca, agradeceu o gesto de solidariedade do Governo do Cuan-za-Sul e de outros interveni-
entes no processo, de modo a reduzir a falta de bens de primeira necessidade. Se-gundo Soraya Calonguelo é notório o processo de recolha de donativos em todas as províncias do país, para ajudar as populações afectadas pela seca no sul do país.
Desde o início da campanha de solidariedade, a Comissão Provincial do Cuanza-Sul de Protecção Civil já recolheu 157.516 toneladas de produtos diversos, para apoiar a população vítima da seca em províncias do sul do país.
O governador provincial do Cuanza-Sul, Job Capapinha, saudou o gesto de todos que aderiram à campanha de solidariedade, acrescentando que “ainda existe no seio dos angolanos o sentido de solidariedade e amor ao próximo.”
Afirmou que o trabalho de apoio às vítimas da seca no sul do país vai continuar até que a situação esteja menos gravosa. Job Capapinha mostrou-se satisfeito com a pronta resposta da população, empresas e organismos do Governo.

Tempo

Multimédia