Províncias

Governo disponibiliza milhares de hectares

Arão Martins| Cuvango

Mais de 300 famílias camponesas estão a ser assistidas pelo Executivo, no quadro da campanha agrícola 2013-2014, aberta na quinta-feira, no município do Cuvango, pelo governador da Huíla em exercício, Sérgio da Cunha Velho.

Vice-governador Sérgio da Cunha Velho para o sector económico disse que a campanha passada deixou milhares de famílias na penúria
Fotografia: Arimateia Baptista | Matala

O director Provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), na Huíla, Nguinamau Luzayavo, informou que o Executivo disponibilizou 800 toneladas de sementes de milho, 780 toneladas de feijão, 60 toneladas de massango e igual número de toneladas de massambala, 380 toneladas de batata rena e igual número de metros cúbicos de batata-doce, além de 360 semeadores.
A província recebeu também 330 toneladas de fertilizantes, dos quais duas mil unidades de sulfato de amónio, 100 tractores e respectivas alfaias e oito unidades de plantação de mandioca.
A Direcção Provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural, Pescas e Ambientes, por intermédio do Instituto de Desenvolvimento Agrário, está a distribuir limas, catanas, enxadas, machados e misturadoras de fertilizantes.
O governador provincial em exercício, Sérgio da Cunha Velho, informou que para a campanha agrícola 2013-2014 está planificada uma área de 605.304 hectares para uma produção prevista de 335.630 toneladas de produtos diversos.
O também vice-governador para o sector económico, indicou que a província da Huíla está subdividida em três zonas agro-económicas.A zona norte compreende os municípios de Quilengues, Cacula e Caluquembe. A zona centro-leste é constituída pelos municípios da Humpata, Lubango, Quipungo, Matala, Jamba, Cuvango e Chicomba, enquanto a zona sul abrange os municípios da Chibia e Gambos.
Sérgio da Cunha Velho explicou que as chuvas que começaram a cair na segunda quinzena de Novembro, associadas à distribuição atempada dos equipamentos agrícolas aos camponeses dos 14 municípios da Huíla, prevê-se recuperar o que foi perdido durante a campanha 2012-2013.
O governador em exercício disse que a campanha passada deixou milhares de famílias na penúria. Para compensar os estragos, estão a ser assistidas com equipamentos agrícolas e sementes diversas. “Vamos trabalhar a terra para muito em breve podermos erradicar a fome e a pobreza”, disse, salientando que para a campanha agrícola, aberta no município do Cuvango, 320 quilómetros a leste da cidade do Lubango, o plano de preparação mecanizada de terras abrange 4.000 hectares da responsabilidade do Executivo e 2.200 do governo provincial.
À semelhança do município do Cuvango, explicou, existe em todos municípios um grande envolvimento das administrações municipais, Estações de Desenvolvimento Agrário (EDA) e representantes das associações de camponeses para a presente campanha agrícola.  Face desenvolvimento do Cuvango no sector agrícola, o governo provincial da Huíla escolheu o município para acolher o acto simbólico da abertura da campanha 2013-2014.
Sérgio da Cunha Velho considerou a agricultura e a pesca continental como duas importantes actividades económicas e a principal fonte de subsistência das populações, exortando os camponeses a organizarem-se em associações e cooperativas para mais facilmente terem acesso ao crédito agrícola de campanha e de investimento. O município de Cuvango está situado numa área de grande importância, que permite escoar produtos para as províncias do Huambo, Bié, Cunene e Kuando-Kubango, além de ser servido pelos Caminhos-de-Ferro de Moçâmedes.
 A construção de infra-estruturas de apoio à produção agrícola é outro ganho referido pelo governador provincial em exercício da Huíla, Sérgio da Cunha Velho.
Disse que a província conta com unidades de silos com capacidade de armazenar mais de 5.000 toneladas de cereais diversos no Cuvango.
Estão ainda disponíveis silos no município de Caconda, Caluquembe, Matala e em curso está a instalação de outros que permitem assegurar a reserva alimentar de milhares de famílias da província.
O programa de aquisição de produtos agro-pecuários na província já é um facto, garantiu Sérgio da Cunha Velho, esclarecendo que foi instalado um mercado de aquisição de produtos, Agromercas, que já realizou um fluxo de compras de mais de 2,5 milhões de kwanzas.
O programa permitiu já atender mais de uma centena de famílias camponesas, estando prevista a instalação de mais duas Agromercas, uma no município da Chibia e outro na Matala.

Satisfação dos camponeses

Os camponeses associados em cooperativas no município do Cuvango representaram as famílias camponesas da província da Huíla no acto de lançamento da campanha agrícola 2013-2014.
Em nome dos camponeses associados em cooperativas na Huíla, Rodine Lutelele agradeceu ao Executivo e ao governo provincial o apoio concedido às populações camponesas.

Tempo

Multimédia