Províncias

Governo garante melhorar escoamento dos produtos

Valter Gomes| Ambuíla

Centenas de agricultores do município de Ambuíla, na província do Uíge, beneficiaram de instrumentos de trabalho para o aumento da produção agrícola e motorizadas de três rodas para facilitar o escoamento dos produtos do campo para a cidade.

Governador Paulo Pombolo fez a entrega de instrumentos de trabalho e motorizadas de três rodas aos camponeses da região
Fotografia: Eunice Suzana | Uíge

Dos instrumentos de trabalho entregues pelo governador da província, na sua deslocação à localidade da Damba, constam enxadas, catanas e limas.
Além destes meios, foram igualmente entregues à administração municipal, para serem distribuídos às famílias vulneráveis, residentes no município, chapas de zinco, roupas usadas, cobertores, utensílios de cozinha, bens alimentares, detergentes e outros bens de primeira necessidade.
O chefe da Estação Municipal de Desenvolvimento Agrário (EDA) de Ambuíla, Garcia Panzo, disse que o gesto do Governo Provincial vai incentivar os camponeses a aumentarem a produção, uma vez que a maioria destes carecem de meios de transportes para escoar os produtos e de tractores.
O município controla nove associações agro-pecuárias integradas por mais de 500 associados que produzem a mandioca, ginguba, batata-doce, batata rena, banana, abóbora e outros alimentos.
Na presente época agrícola, foram trabalhados 3.684 hectares de terra, onde os camponeses semearam produtos agrícolas diversos. O chefe da EDA referiu que a produção de alimentos no Ambuíla aumentou consideravelmente depois de algumas associações locais terem beneficiado de tractores com alfaias no ano passado, no âmbito do Programa Crédito Agrícola de Campanha. Além do crédito, a administração municipal também possui tractores que apoiam na lavoura dos campos agrícolas particulares. Tomás Henriques, um dos beneficiários e responsável da cooperativa familiar Quinfi, manifestou-se satisfeito com o motociclo e disse que o meio vai ajudar sobretudo no escoamento dos produtos do campo para a cidade.A cooperativa Quinfi dispõe de 17 hectares de mandioca, batata-doce, ervilhas e outros produtos em fase de colheita, mas encontra dificuldades para escoar os produtos por insuficiência de meios de transporte.
Tomás Henriques referiu que, apesar dos associados integrados na cooperativa Quinfi trabalharem manualmente, estes atingem bons níveis de produção que garantem a sustentabilidade das suas famílias.No presente ano agrícola, a administração municipal disponibilizou um tractor que permitiu a lavoura de cerca de sete hectares de terra, onde se está a plantar uma grande diversidade de produtos, como a pevide, ginguba, mandioca, batata-doce e batata rena.
Outro beneficiário, Martins Morais Pedro, 23 anos de idade, enalteceu o gesto do Governo Provincial em apoiar os camponeses do município do Ambuíla, visto que a motorizada não vai somente ajudar no escoamento dos produtos cultivados na localidade, mas também encurtar as distâncias entre os campos agrícolas e a vila municipal.

Formação académica

O governador Paulo Pombolo encorajou a juventude no sentido de primar pela formação académica e profissional, tendo recomendado a Direcção Municipal da Educação do Ambuíla a fazer um melhor acompanhamento do processo de formação dos jovens, sobretudo nas aldeias onde se regista um grande défice de participação de alunos nas escolas e exigir a permanência de professores nos locais de trabalho.
Paulo Pombolo reprovou o comportamento de muitos progenitores e encarregados de educação que levam as crianças ao campo em tempo de aulas. “Queremos homens formados que contribuam para o desenvolvimento deste país”, disse.

Tempo

Multimédia