Províncias

Habitantes preocupados com estado das estradas

José Chaves | Nharêa

Habitantes das comunas de Caieie e do Dando, no município da Nharêa, província do Bié, defendem a reabilitação da estrada que liga a sede municipal às sedes comunais, numa extensão de 73 quilómetros, com vista a dinamizar as trocas comerciais e o escoamento da produção do campo para a cidade.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O mau estado das estradas principais, secundárias e terciárias, que dão acesso às sedes comunais tem dificultado a deslocação dos novos quadros dos sectores da Educação e Saúde.
Os serviços de transportes públicos e privados encontram várias barreiras para circular pelas referidas estradas, situação que tem criado algumas contrariedades aos técnicos, uma vez que boa parte deles recorre a estes meios para chegar aos seus postos de trabalho.
Eduardo Chimba, camponês residente na comuna do Dando, afirmou que os camponeses da localidade estão preocupados com a degradação das estradas secundárias e terciárias, que dificultam o escoamento dos produtos.
Sublinhou que situação pior enfrentam os camponeses da comuna do Dando, cuja estrada principal que liga a localidade à vila do município fica totalmente intransitável na época chuvosa.
A preocupação é corroborada por Fernando Cangombe, que disse que as poucas viaturas que circulam nas estradas degradadas cobram preços muito elevados para transportar as mercadorias, apesar da demora com que o fazem.
Artur Camato, professor colocado na comuna de Caieie, defendeu maior celeridade na execução das obras de recuperação das estradas. O funcionário público alerta para a necessidade de se tomarem medidas destinadas a pressionar os empreiteiros a cumprirem os prazos previstos.

 

 

 

Tempo

Multimédia