Províncias

Hospital Geral sem condições para conservar os cadáveres

A morgue do Hospital Geral da Lunda-Sul, em Saurimo está inoperante há mais de sete dias, por avaria registada no sistema que permite a congelação das gavetas.

As crianças vão ser preparadas para se integrarem na escola
Fotografia: Edições Novembro

Em declaração ao Jornal de Angola, o director do hospital, Simão Txonzo, referiu que o diagnóstico feito por uma equipa técnica do Hospital Militar aponta a superlotação de corpos como provável causa da avaria da morgue, que existe há mais de 20 anos e que tem capacidade para 18 gavetas.
Como alternativa, alguns familiares são forçados a transladar os corpos dos seus ente- queridos para o Hospital Militar, que funciona apenas com quatro gavetas, enquanto se aguarda por técnicos vindos de Luanda, para a superação da avaria.
O administrador do hospital, Artur António, sublinhou que estão em curso as obras de ampliação da morgue, que conta com 36 gavetas e passará a contar com 54, cujas obras tiveram início em Janeiro e terminam em Março próximo.
Kamuanga Júlia |Saurimo

Tempo

Multimédia