Províncias

Hospital Geral do Lobito regista centenas de casos

Jesus Silva | Lobito

O Hospital Geral do Lobito registou, no decurso da quadra festiva, 219 ocorrências, das quais 107 do dia 24 para 25 de Dezembro, com maior realce para os casos de medicina, cirurgia e ortopedia.

À entrada do banco de urgência parentes aguardam por notícias de familiares
Fotografia: Jesus Silva

O Hospital Geral do Lobito registou, no decurso da quadra festiva, 219 ocorrências, das quais 107 do dia 24 para 25 de Dezembro, com maior realce para os casos de medicina, cirurgia e ortopedia.
O médico Eulotério Hilikwa, director clínico daquela unidade hospitalar, disse que durante o Natal foram internados 12 pacientes com malária, tuberculose e febre tifóide, enquanto no fim de ano se registaram oito internamentos, um dos quais provocado por agressão física.  “Do dia 1 para 2, tivemos 87 casos, entre os quais se destacam doentes de cirurgia e vítimas de agressões físicas e acidentes de aviação, que este ano não excederam o limite, graças à pronta acção da Polícia Nacional (PN), que montou um aparato em todas as zonas urbanas e suburbanas da urbe”.
Eulotério Hilikwa acrescentou que uma boa parte dos casos registados estiveram relacionados com o álcool e a emoção da festa e aconselhou a juventude a mudar de comportamento, uma vez que “por um dia de festa não há necessidade de levarmos luto e tristeza aos lares da população”. Exortou os pais e encarregados de educação a redobrarem as preocupações sobre a localização dos filhos e a não darem brechas para que os mesmos permaneçam dois ou três dias fora do lar a fazer coisas inapropriadas, com consequências, em alguns casos, marcantes para as famílias.

Tempo

Multimédia