Províncias

Hospital municipal da Damba já opera mulheres com fístula

Pelo menos 20 mulheres, entre adultas e jovens, foram operadas, desde o segundo semestre de 2009, no hospital municipal da Damba.

Pelo menos 20 mulheres, entre adultas e jovens, foram operadas, desde o segundo semestre de 2009, no hospital municipal da Damba.
A directora da unidade sanitária, Maria Mutu Kuka, disse que, do número de pacientes assistidas com recurso a intervenção cirúrgica naquela unidade hospitalar, muitas são oriundas de Luanda, Kwanza-Norte e da sede capital da província do Uíge.
 Das mulheres operadas, 16 tiveram resultados positivos, podendo doravante ter a vida normal. “As mulheres com casos de fístula, depois de operadas e com resultados positivos, podem voltar a ter uma vida normal. Uma delas já está à espera de bebé. O importante é respeitar o repouso e as recomendações médicas, procurando fazer o controlo periodicamente”, disse a enfermeira.
 Os trabalhos de parto prolongados e difíceis, assim como os feitos fora das unidades hospitalares foram apontados como as principais causas dos casos de fístula nas mulheres. “Geralmente, as que têm estes problemas são abandonadas pelos maridos e quase vivem isoladas das demais pessoas”, afirmou.  A técnica de saúde disse que três médicos, dois dos quais de nacionalidade italiana, labutam na unidade hospitalar, deplorando, no entanto, a carência de técnicos de enfermagem e a insuficiência das instalações.

Tempo

Multimédia