Províncias

Hospital Municipal sem falta de fármacos

João Luhaco | Lubango

A directora clínica do Hospital Municipal da Humpata, na Huíla, garantiu ontem haver  medicamentos suficientes para prestar a assistênciamédica e medicamentosa aos pacientes que se deslocarem ao banco de urgência daquela unidade sanitária.

Os doentes são diagnostificados no banco de urgência e não há problemas de medicamentos
Fotografia: Arimateia Baptista | Edições Novembro | Lubango

Paulina Abílio assegurou que não há problemas de fármacos, pois os pacientes têm sido atendidos, independentemente das patologias que apresentam. Ao chegar ao hospital, referiu, o doente é diagnosticado no banco de urgência e de seguida encaminhado para as áreas de especialidades.     
“Temos tido medicamentos para atender as urgências e não há problemas com esta situação, pois, atendemos o paciente  imediatamente com o medicamento do hospital, logo que é diagnosticado no banco de urgência”, disse, ontem, a directora clínica Paulina Abílio.
A responsável considera que boa parte das patologias que se registam naquela circunscrição é sazonal e disse que  as   mais frequentes são as de fórum  respiratório, como a gripe e bronquites, tendo em conta a época de cacimbo.
Nos meses quentes, a doença mais comum na região é o paludismo.

Tempo

Multimédia