Províncias

Acções de combate a actos indecorosos ganham parcerias

Juliana Domingos | Huambo

Os jovens do Huambo manifestaram-se disponíveis em cooperar com o Governo na luta contra a delinquência, recuperação das indústrias, no fomento da produção agro-pecuária, além de aposta naformação técnica e profissional para acelerar o desenvolvimento económico e social da província e elevar o nível de vida das populações.

Os representantes de jovens dos 11 municípios do Huambo manifestaram esta disposição durante o encontro com o governador, realizado no Pavilhão Multiuso Osvaldo Serra Van-dúnem, com objectivo de auscultar as preocupações da juventude e sua contribuição no desenvolvimento da província.
O encontro serviu também para os jovens apresentarem sugestões parao combate ao desemprego.
No encontro, os participantes solicitaram ao governador a construção de mais espaços de lazer, sobretudo jardins, centros culturais e quadras desportivas em todos os municípios da província, de modo a ocupar os jovens e tirá-los da vida de delinquência, consumo de bebidas alcoólicas, prostituição e de outras práticas ilícitas.
Os jovens sugeriram também ao governo a expansão do ensino superior, quer público, quer privado, para se evitar a fuga de quadros dos municípios do interior para a cidade do Huambo, promovendo, por via disso, um desenvolvimento sustentável mais equilibrado em todos os municípios.
Os jovens querem também a abertura de cursos de empreendedorismo no ensino de base para cultivar o espírito de negócio, com vista a elevar a qualidade de vida das famílias e combater o desemprego, uma vez que o Estado não pode inserir toda população no mercado de trabalho.
Do leque de sugestões constam a necessidade de o Governo traçar políticas voltadas ao combate à dupla efectividade nos sectores da Educação e da Saúde, de modo a tornar estes serviços mais céleres, por serem indispensáveis em qualquer sociedade. As  restrições no fornecimento de energia eléctrica em alguns bairros periféricos da cidade do Huambo, água potável, além da burocracia de alguns funcionários públicos no atendimento ao cidadão foram também aflorados.

Tempo

Multimédia