Províncias

Administração quer denúncias

O administrador municipal da Caála, província do Huambo, Victor Tchissingui, exortou ontem aos munícipes a participarem no combate à ocupação ilegal de terrenos, denunciando os infractores.

O responsável fez este apelo quando falava na primeira sessão ordinária do Conselho de Auscultação e Concertação Social do Município da Caála, referindo que as construções desordenadas impedem a administração de colocar os serviços sociais básicos, tais como estradas de acesso aos bairros, sistemas de energia e água e saneamento básico.
O administrador municipal disse que devem ser denunciados também aqueles que constroem próximo das vias rodoviárias, num raio inferior a 50 metros de distância.
Victor Tchissingui aconselhou os munícipes a conhecer a Lei de Terras, para observarem as regras básicas de ocupação de terrenos e defendeu a intensificação de campanhas de difusão do conteúdo desta lei, através de palestras e programas radiofónicos.
A reunião do Conselho de Auscultação Social abordou a situação socio-económica do município da Caála, sobretudo nos sectores da Educação, Saúde, Agricultura e distribuição de energia e água.
Os membros do Conselho de Auscultação Social analisaram o Relatório de Actividades da Administração Municipal referente a 2014 e o Plano de Acções para este ano.

Tempo

Multimédia