Províncias

ADRA ajuda a repovoar áreas florestais da Caála

Adolfo Mundombe | Caála

A Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) está a desenvolver acções de repovoamento florestal na província do Huambo.

Diversas árvores são plantadas na região
Fotografia: DR

A Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) está a desenvolver acções de repovoamento florestal na província do Huambo.
Maria de Lassalete, directora da ADRA no Huambo, disse ontem ao Jornal de Angola que o programa de repovoamento florestal comunitário é desenvolvido inicialmente na Caála, nas aldeias de Calue e Cambongue.
Os técnicos da ADRA vão aproveitar o trabalho para instruir as populações sobre os cuidados a ter na manutenção do ambiente. 
O plano de repovoamento florestal comunitário pretende beneficiar, directamente, numa primeira fase, uma população de 658 famílias e indirectamente 3.290 famílias. O projecto tem o financiamento da petrolífera brasileira Petrobras, no valor de 86.714,40 dólares e é realizado num prazo de dois anos, de acordo com a directora da ADRA.
A execução do projecto conta também com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), Faculdade de Ciências Agrárias, Estação de Desenvolvimento Agrário da Caála e União das Associações de Camponeses da Caála. Com este projecto, a ADRA e parceiros pretendem mos­trar que é possível a mudar as coisas para melhor desde que haja consciência dos cidadãos.
No plano estratégico 2012/2016 da ADRA foram traçadas estratégias de trabalho educativo da sociedade, de maneira a promover o sistema de produção sustentável, através da introdução de boas práticas agro-florestais.

Tempo

Multimédia