Províncias

Adultos chamados a promover espaço para os mais novos

A participação activa da criança nos diferentes programas, a si dirigidos, foi considerada fundamental para que possa expressar o seu ponto de vista sobre assuntos que lhe dizem respeito, referiu a directora provincial da Assistência e Reinserção Social (MINARC).


Maria Lucília falava no acto de apresentação da Estratégia Nacional de Participação da Criança em programas a si dirigidos e o respectivo Plano de Acção 2014/2017.
Os adultos devem promover espaços que possibilitem a intervenção das crianças, uma forma também de garantir o direito à liberdade de expressão, pensamento, associação e informação, em prol do seu bem-estar.
“O envolvimento da criança nos assuntos que lhe dizem respeito é muito importante, para poderem encontrar ressonância das suas expectativas e interesses, permitindo-lhes sentir pertença, envolvimento e não estranheza”, enfatizou.  Os planos de acção devem incluir crianças com deficiência e outros grupos minoritários, visto que os direitos são iguais, independentemente da condição física ou social. “Lembremo-nos de que a Convenção Internacional da Criança estabelece o direito de participação, de serem ouvidas e expressar livremente os seus pontos de vista em todos os assuntos que as afectam”, concluiu.
Membros do Governo Provincial, autoridades tradicionais, crianças e responsáveis de instituições ligadas à assistência assistiram à cerimónia.

Tempo

Multimédia