Províncias

Aeroporto Albano Machado requer remodelação rápida

O aeroporto Albano Machado, na província do Huambo, necessita de uma reabilitação profunda para garantir maior segurança nas operações de voos e de aterragem de aviões comerciais de grande porte, disse, sexta-feira, o seu director.

Só aviões de pequeno e médio porte podem actualmente aterrar no aeroporto
Fotografia: Jornal de Angola

O aeroporto Albano Machado, na província do Huambo, necessita de uma reabilitação profunda para garantir maior segurança nas operações de voos e de aterragem de aviões comerciais de grande porte, disse, sexta-feira, o seu director.
Januário Silvestre afirmou que, nas actuais condições, o aeroporto recebe apenas um avião comercial por dia, da Transportadora Aérea Angolana (TAAG).
Devido ao mau estado da pista, referiu, a companhia de bandeira não pode voar para o Huambo com os modernos Boeing,s 737 700.
“Para a província do Huambo, a TAAG utiliza os velhos aparelhos, uma vez que os modernos têm fuselagem muito baixa e em função das condições actuais da pista podem sair danificadas”, sublinhou. Apesar disso, garantiu, o aeroporto do Huambo tem condições para receber voos nocturnos, graças a um sistema de balizagem de campanha, desenvolvido no tempo de guerra, e à sinalização ao longo da pista e nas áreas de operação.
Em termos de meteorologia, disse, o aeroporto está equipado, embora sejam rudimentares os meios disponíveis para leitura e avaliação das condições climatéricas. “A infra-estrutura e os meios técnicos são bastante velhos, mas ainda estão funcionais e vão apoiando a navegação aérea na província”, elucidou.
Januário Silvestre manifestou-se esperançado que, no quadro do programa de modernização e apetrechamento de aeroportos e aeródromos, o do Huambo venha a beneficiar de obras. “Aguardamos que chegue a altura de se pegar no aeroporto do Huambo. A ideia é transformá-lo no segundo do país e pensamos que as estruturas, a nível central, estão a trabalhar na efectivação desse plano”, concluiu. Os dois quilómetros de comprimento e 25 de largura da pista apresentam várias lombas e charcos de água e a aerogare está degradada.  A pista do “Albano Machado”, construída em 1947, foi concebida para um prazo não superior de 30 anos.

Tempo

Multimédia