Províncias

Agentes comunitários em formação na Caála

Um grupo de 15 agentes comunitários dos municípios da Caála, Ecunha e Longonjo, localizados no corredor oeste da província do Huambo, participa, desde segunda-feira e até amanhã, na Caála, numa formação sobre empreendedorismo e formação de formadores, numa iniciativa do Fundo das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Um grupo de 15 agentes comunitários dos municípios da Caála, Ecunha e Longonjo, localizados no corredor oeste da província do Huambo, participa, desde segunda-feira e até amanhã, na Caála, numa formação sobre empreendedorismo e formação de formadores, numa iniciativa do Fundo das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
O consultor e formador para pequenos e médios empresários da Associação Agro-pecuário Comercial e Industrial do Lubango (AAPCIL), Avelino Santos, referiu à Angop que a formação pretende promover o desenvolvimento da pecuária e incrementar o comércio rural nos municípios da Caála, Ecunha e Longonjo.
Os participantes estão a aprender técnicas específicas para a criação de negócios e organização do comércio rural nas comunidades, factores essenciais para a promoção do desenvolvimento socioeconómico.
 “Após a formação, os participantes ao encontro passam a ter aptidões para comercializar de forma rentável nas comunidades rurais e vão saber criar os seus negócios para promover o crescimento económico”, salientou o responsável.
Avelino Santos disse ainda que os agentes comunitários estão a abordar temas ligados ao cálculo comercial, análise organizacional do comércio, procedimentos de gestão, fixação de preços, estudo do mercado, previsão do volume de compras, venda e elaboração de negócio, além dos procedimentos pedagógicos e de perfil do futuro empreendedor.
“Vamos continuar apromover acções do género para melhor capacitar  os agentes”,  realçou. Outra acção semelhante vai ser realizada no próximo ano pela Fun das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação  nos municípios do Bailundo, Ucuma, Chinjenje e Chicala Cholohanga.

Tempo

Multimédia