Províncias

Agricultura prevê colher várias toneladas de milho

O sector da Agricultura no município do Longonjo, no Huambo, prevê colher, no primeiro semestre deste ano, oito mil toneladas de milho, no âmbito do programa de combate à fome e à miséria no seio das comunidades rurais.

Justino Vitorino  | Longonjo

O sector da Agricultura no município do Longonjo, no Huambo, prevê colher, no primeiro semestre deste ano, oito mil toneladas de milho, no âmbito do programa de combate à fome e à miséria no seio das comunidades rurais.
Moisés Renato Capusso, chefe da Repartição da Agricultura do município, disse ao Jornal de Angola que, apesar da produção alcançada este ano estar dentro das previsões da Direcção Provincial da Agricultura do Huambo,  está longe de superar os números alcançados em 2009. A situação deve-se ao facto de a região ter sofrido com a estiagem - irregularidades da chuva -, entre os meses de Janeiro e Fevereiro, o que provocou a seca de cultivos.
Moisés Capusso disse, por outro lado, que mais de 14 mil famílias camponesas foram envolvidas e mobilizadas para a presente campanha agrícola. Segundo o responsável, as mesmas beneficiam, neste momento, de apoio institucional do Governo da província, por via da Direcção Provincial da Agricultura, que colocou à disposição vários meios, entre tractores, charruas, catanas, enxadas, limas e sementes diversas.
Ainda de acordo com a fonte, mais de 40 mil hectares de terras aráveis foram desbravados na circunscrição, pelas cooperativas e associações de camponeses, destinadas às culturas de milho, feijão, soja, batata rena e doce, mandioca, amendoim e hortícolas. O município do Longonjo controla, actualmente, oito multiplicadores de sementes.

Tempo

Multimédia