Províncias

Aldeia de Mandi trata mais casos de bilharziose

Pelo menos 53 pessoas com esquistossomíase, também conhecida como bilharziose, foram curadas, durante a última semana, enquanto 91 novos casos foram registados na aldeia de Mandi, comuna do Cuima, município da Caála (Huambo).

A informação foi prestada segunda-feira, pelo chefe de Repartição de Saúde do município da Caála, Albino Ernesto.
“O tratamento é muito fácil, mas estamos a registar o alastramento da doença na zona sul do município da Caála”, referiu o responsável da Saúde.
Desde a descoberta de casos desta doença nas comunas do Cuima e Catata, 181 pessoas foram já afectadas, sem que se tenham registado vítimas mortais, segundo o responsável.
Os técnicos locais de saúde continuam a desenvolver buscas e a tratar dos pacientes com esta enfermidade, cuja medicação se faz em dose única. A bilharziose ou febre do caracol é uma doença parasitária que atinge sobretudo o sistema urinário.
Embora tenha uma baixa taxa de mortalidade, pode ser uma doença crónica, que pode danificar os órgãos internos e, em crianças, prejudicar o crescimento e o desenvolvimento cognitivo.

Tempo

Multimédia