Províncias

Animais de companhia e domésticos são vacinados no mês de Fevereiro

António Canepa| Huambo

A chefe de departamento dos Serviços Veterinários do Huambo, Berta Teresa, assegurou que o programa de sanidade animal da Direcção Provincial da Agricultura prevê vacinar, este ano, 120 mil animais domésticos contra a raiva e doenças contagiosas. 

Sector da saúde está a imunizar cães para evitar a raiva
Fotografia: Santos Pedro

A chefe de departamento dos Serviços Veterinários do Huambo, Berta Teresa, assegurou que o programa de sanidade animal da Direcção Provincial da Agricultura prevê vacinar, este ano, 120 mil animais domésticos contra a raiva e doenças contagiosas.
Berta Teresa disse que, no quadro do programa de vacinação dos animais de pequeno porte, a campanha contra a raiva começa já no mês de Fevereiro. Para os restantes animais a campanha começa em Abril, altura em que cessam as chuvas, para dar lugar à época de cacimbo e facilitar a movimentação dos vacinadores.
Berta Teresa informou que vão ser construídas mangas de vacinação, um centro de multiplicação de suínos, cujo projecto inclui a construção do centro de quarentena, na comuna da Catata, no município da Caála, e o fomento da criação de animais de pequeno e médio porte na província. De acordo com Berta Teresa, a província registou 27 casos de raiva e disse que o objectivo das campanhas reside na erradicação da doença.
Referiu ainda que o seu êxito da campanha de vacinação depende da sensibilização das populações e dos criadores de animais para que reflictam sobre a importância de imunizar os animais contra doenças graves.
Berta Teresa disse que os serviços que dirige têm levado a cabo palestras com o apoio da Faculdade de Medicina Veterinária, igrejas, ONG e das Estações de Desenvolvimento Agrário que tratam directamente com as comunidades no sentido de levar a mensagem sobre o verdadeiro perigo que um animal não vacinado representa para as pessoas.
 “O problema passa pela educação das comunidades e criadores de animais para que compreendam a necessidade de vaciná-los. Devem vacinar os animais de grande e de pequeno porte, assim como os animais de companhia”, disse Berta Teresa.
No ano passado, os serviços de veterinária da província do Huambo vacinaram 70 mil bovinos contra a peripneumonia contagiosa bovina, dermatite nodular, carbúnculo interno e externo e cinco mil cães e outros animais de companhia contra a raiva.

Tempo

Multimédia