Províncias

Associação de Deficientes verifica obras no Huambo

Mário Clemente | Huambo

A Liga de Apoio à Integração dos Deficientes (LARDEF) lançou ontem, no Huambo, uma campanha de sensibilização, denominada “Todos por um ambiente inclusivo e sem barreiras”, para garantir a circulação dos deficientes nas vias públicas.

Deficientes exigem os seus direitos
Fotografia: José Soares

A Liga de Apoio à Integração dos Deficientes (LARDEF) lançou ontem, no Huambo, uma campanha de sensibilização, denominada “Todos por um ambiente inclusivo e sem barreiras”, para garantir a circulação dos deficientes nas vias públicas.
A campanha começou com visitas às obras em execução na província, para verificar, sensibilizar os empreiteiros sobre a importância da colocação de rampas de acesso para facilitar a mobilidade de pessoas com deficiência.
O coordenador provincial da associação, Luís Quintas, disse que ideia surgiu em função das preocupações manifestadas por populares sobre a criação de condições para facilitar a mobilidade das pessoas com deficiências. />A maior parte das obras em curso, referiu, não prevê a construção de rampas para o acesso de pessoas em cadeiras de rodas.
“Nós seremos os fiscais dessas obras para exigir o nosso direito de nos garantir o acesso digno, para que possamos também construir a cidadania com outros cidadãos”, afirmou.
O encarregado de obras da empresa Monte Adriano, Dinis Ferreira, que acompanha a colocação de rampas de acesso na avenida Amílcar Cabral, disse que, ao longo dos 1.800 metros da via, prevê-se colocar cerca de 20 rampas.
Dinis Ferreira considerou legítima a reclamação da associação e, por isso, a sua empresa já trabalha no projecto, com vista a facilitar a livre circulação de pessoas com deficiência.

Tempo

Multimédia