Províncias

Aumentam doenças cardiovasculares

Juliana Domingos | Huambo

Pelo menos, 245 casos de doenças cardiovasculares foram diagnosticados, durante o primeiro semestre deste ano, no Hospital Geral do Huambo, informou, ontem, um especialista em Medicina Interna daquela unidade sanitária.

Actividade física tem cada vez mais adeptos
Fotografia: José Soares

Felizardo Joaquim, que afirmou que 137 dos casos diagnosticados foram em mulheres, considerou que a situação constitui uma grande preocupação para as autoridades sanitárias da província.
O médico disse que existe uma tendência de progressão da doença a cada ano que passa, tendo salientado que, em 2015, foram assistidos nas consultas externas do hospital 7.170 casos, dos quais 85 resultaram em internamento por questões cardiovasculares.
O comportamento de algumas pessoas, com realce para o excesso de consumo desregrado de bebidas alcoólicas, aliado ao tabaco, sedentarismo e à mudança de hábitos alimentares foi considerado factor principal do surgimento da doença, até, em jovens.
“Muitos jovens começam a consumir bebidas alcoólicas muito cedo e outros optaram pelo consumo de tabaco e alimentos com gordura e excesso de sal, o que contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares”, disse o especialista.
O médico Joaquim Felizardo considera que já começa a ser uma preocupação generalizada nas comunidades, quer urbanas, quer rurais, a situação da doença, daí recomendar a prática de exercícios físicos, alimentação saudável e o cultivo de hábitos que ajudam a descontrair o organismo.
Quanto ao aparecimento de casos em crianças, esclareceu que estes se devem à malformação congénita e ao nascimento com cardiopatias, que uma vez diagnosticados, antecipadamente, podem ser corrigidos com cirurgias cardíacas.
Estima-se que a doença, considerada silenciosa, seja a causa principal de mortalidade em adultos e jovens, devido à falta de conhecimentos sobre a mesma e por estar relacionada com o coração. O Hospital  Geral tem realizado algumas palestras de incentivo à população, para os cuidados com o coração e sobre a importância da prevenção da doença, tendo em conta que o especialista sublinha que as medidas preventivas constituem os principais mecanismos para se evitar as patologias cardíacas e o seu controlo, mesmo quando surgem, para que os pacientes levem uma vida normal.

Tempo

Multimédia