Províncias

Autoridades do Huambo investem no ramo das águas

Justino Vitorino | Huambo

O governo do Huambo investiu 230 milhões de kwanzas na construção e reabilitação de estações de captação e tratamento de água, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), disse, ao Jornal de Angola, o responsável pelo sector.

Precioso líquido chega ao Bailundo
Fotografia: Francisco Bernardo

O governo do Huambo investiu 230 milhões de kwanzas na construção e reabilitação de estações de captação e tratamento de água, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), disse, ao Jornal de Angola, o responsável pelo sector.
Adolfo Elias lembrou que os projectos, que vão beneficiar com água canalizada as populações dos municípios do Catchiungo, Bailundo, Ukuma, Tchicala- Tcholohanga e Caála, começaram em 2010 e devem estar concluídos no final do ano, segundo o empreteiro.
Com o valor disponibilizado, referiu, é possível concluir as obras e começar a pensar em novos projectos para os municípios ainda não contemplados.
Quanto ao projecto do novo sistema de captação de água para a cidade do Huambo, situado no bairro do Cambiote, declarou que as obras, que fazem parte de um plano mais amplo e de âmbito central, também devem estar prontas no final do ano.
Além do projecto do bairro de Cambiote, o director provincial das águas e energia, anunciou a construção de um tanque de água, nas imediações do hospital municipal, com capacidade para 400 mil litros, para atender as necessidades da população da área.
Até Agosto, disse, são concluídas as obras do sistema de captação e tratamento de água no município do Bailundo, mais propriamente no rio Culenle.
Este projecto, afirmou, vai também beneficiar com água potável a comuna do Alto Hama.

Tempo

Multimédia