Províncias

Bailundo com mais casos

Pelo menos 22 novos casos de VIH/Sida foram diagnosticados durante os primeiros três meses deste ano, no município de Bailundo, a 75 quilómetros a norte da cidade do Huambo, contra 16 do mesmo período de 2012.

Ao apresentar os dados à Angop, o chefe da repartição local da saúde, Samuel Tchiculo Sacunduinga, referiu que o aumento de casos de VIH/Sida está a preocupar as autoridades sanitárias locais, que continuam a sensibilizar os munícipes sob as formas de contágio e prevenção desta epidemia.
Samuel Tchiculo Cacundinga disse que os 22 novos casos foram diagnosticados em grávidas e mulheres em idade fértil, sendo que as gestantes estão a ser submetidas ao programa de corte de transmissão vertical, para impedir que a doença se transmita aos bebés.
O chefe da repartição lamentou o facto de os homens deste município não realizarem testes para determinar o seu estado serológico. “Os homens não aparecem nos centros de testagem voluntária, mas estamos a desenvolver uma campanha de sensibilização para invertermos este quadro. Queremos realizar, até ao final deste ano, dez mil testes em homens e mulheres”, informou.
Samuel Tchiculo Sacunduinga disse que as autoridades sanitárias locais têm distribuído anti-retrovirais aos portadores de VIH/Sida, para que o estado de saúde destes não se deteriore por acção de doenças oportunistas.
Por outro lao, a s 684 mil doses de vacinas contra a poliomielite, a serem administradas durante a 2ª fase da campanha alargada de imunização de crianças menores de cinco anos, a decorrer entre os dias 17 e 19 deste mês, já estão em posse das autoridades sanitárias da província do Huambo.
A confirmação foi feita na vila do Bailundo, a 75 quilómetros a Norte da cidade do Huambo, pela chefe do departamento provincial de saúde pública, Georgina Figueiredo, durante a reunião de balanço da 1ª fase de vacinação contra a poliomielite, que decorreu de 12 a 14 de Março.
Na ocasião, a chefe do departamento provincial de saúde pública  disse que as condições necessárias para o sucesso da próxima campanha estão criadas, sendo que a previsão é abranger aproximadamente 574 mil crianças, nos 11 municípios da província do Huambo, contra 573.561 na fase anterior.
Georgina Figueiredo disse que serão instalados postos de vacinação fixos e brigadas móveis que se deslocarão a todas as localidades, com maior preferência para aldeias onde não há unidades sanitárias, para uma maior cobertura.
A responsável da saúde anunciou que, a partir desta semana, serão intensificadas as campanhas de informação junto das comunidades, para permitir que todas as crianças sejam vacinadas.
Na campanha anterior foram vacinadas 573.561 crianças, o que corresponde a 97 por cento do previsto. A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença infecciosa viral aguda, transmitida de pessoa para pessoa, principalmente pela via fecal-oral e não tem cura.

Tempo

Multimédia