Províncias

Bairro social abandonado por moradores

Victória Quintas| Huambo

A falta de energia eléctrica, água potável e o mau estado das vias de acesso estão a motivar os moradores do bairro social do Lossambo, no Huambo, a abandonar a localidade, constituída por vários projectos habitacionais estatais e privados.

Na referida reserva fundiária, que dista cerca de 12 quilómetros da cidade do Huambo, habitam os antigos moradores do conhecido prédio do Palmeira e os do projecto habitacional do Ministério da Juventude e Desportos, denominado “Angola Jovem”, entre outros.
A par dos serviços acima referidos, falta de estabelecimentos de saúde e de um posto policial constituem igualmente preocupação dos moradores do bairro social, actualmente com mais de 200 casas.
Moradores contactados pelo Jornal de Angola referem que há projectos em que têm actualmente dois moradores, uma vez que a maioria dos antigos ocupantes regressaram às suas zonas de origem, apesar de já terem pago as casas.
“Eu passo o dia na cidade, onde trabalho, e regresso à casa de noite com muita dificuldade, uma vez que a estrada, para além de estar em mau estado, não tem iluminação pública”, disse Holdina Wolmaleke Tchitula.
Sérgio Fiúza, morador do projecto “Angola Jovem”, disse que o péssimo estado da via e a falta de iluminação pública agravam a situação no período nocturno, para os automobilistas, principalmente. “Os custos para nós moradores que todos os dias temos que passar pela mesma via quatro vezes é muito alto, visto que os pneus, as suspensões e outras peças das viaturas danificam-se antes do tempo de vida útil”, lamentou o munícipe.
Idalina Felisberto, outra moradora do projecto “Angola Jovem”, disse ter-se mudado para o bairro com a sua família há um ano, mas já está arrependida, pois, apesar de todos estarem empenhados em melhorar os seus espaços, falta quase tudo para que se viva condignamente na zona.
O bairro social do Lossambo conta actualmente com uma escola de seis salas de aulas e tem uma capacidade para 200 alunos, desde a iniciação a 8ª classe.
O bairro do Lossambo vai crescer ainda mais, nos próximos tempos, tendo em conta a construção de mais outras 500 habitações sociais, no âmbito de um projecto do Ministério da Construção, cujas obras encontram-se já em curso.

Tempo

Multimédia