Províncias

Baixo preço das bebidas está a facilitar o consumo

Estácio Camassete | Huambo

O baixo preço e o fácil acesso para qualquer pessoa, independentemente da idade, são apontados pelas autoridades da província do Huambo como sendo os principais factores que levam ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

O baixo preço e o fácil acesso para qualquer pessoa, independentemente da idade, são apontados pelas autoridades da província do Huambo como sendo os principais factores que levam ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
O governador da província, Fernando Faustino Muteka, afirmou na sexta-feira, durante um seminário promovido pela direcção do Huambo da Família e Promoção da Mulher sobre o assunto, que o consumo excessivo de álcool tem sido um dos males que leva grande parte da juventude, e não só, a enveredar pelo mundo das drogas e do banditismo.  Admitiu que o baixo preço e a facilidade de acesso às mesmas, aliados à inexistência de fiscalização e penalização dos infractores, tem levado a que muitos jovens se percam muito antes de atingirem os seus objectivos de vida.
“A nossa sociedade ressente-se da manifestação e do comportamento desregrados e indignos; a perda de vidas humanas em acidentes diversos, o insucesso e o abandono escolar dos jovens, devido, muitas vezes, ao consumo desregrado de bebidas alcoólicas, que incentivam à violência doméstica, à destruição de muitas famílias e lares, o aumento da promiscuidade e também da prostituição”, disse o governador.
Como solução, considerou ser urgente a concepção de um trabalho multi-sectorial para a elaboração de uma estratégia integrada e direccionada para incentivar a adopção de medidas pertinentes de combate ao consumo desregrado do álcool.   

Tempo

Multimédia