Províncias

Bibliotecas informatizadas no Huambo

Tatiana Marta | Huambo

O vice-ministro para as Tecnologias de Informação, Pedro Sebastião Teta, anunciou na terça-feira o projecto de construção de duas bibliotecas informatizadas e multimédia (mediatecas), na capital da província do Huambo e no município da Caála.

O vice-ministro para as Tecnologias de Informação, Pedro Sebastião Teta, anunciou na terça-feira o projecto de construção de duas bibliotecas informatizadas e multimédia (mediatecas), na capital da província do Huambo e no município da Caála.
Pedro Sebastião Teta deslocou-se ao Huambo para identificar os terrenos onde vão ser erguidas as respectivas bibliotecas e anunciar que a província vai ser contemplada com dois dos 25 estabelecimentos similares que vão ser erguidos em todo o país.
De acordo com o governante, já existem os recursos financeiros disponíveis para o arranque do projecto. Os custos de cada mediateca rondam os nove milhões de dólares, incluindo a construção e equipamento dos mesmos. Só a construção de cada edifício custa cerca de três milhões de dólares.
O objectivo do projecto, segundo Pedro Teta, é servir as comunidades na gestão e difusão de informação técnica, pedagógica, didáctica e cientifica e dar suporte às diversas actividades de ensino, aprendizagem e investigação.
O vice-ministro, que é também o coordenador da Comissão Executiva da Rede de Mediatecas de Angola (REMA), afirmou que, numa primeira fase, vão ser construídas seis mediatecas em seis províncias, sendo a do Huambo identificada como uma das prioritárias, por já ter o terreno localizado num espaço de 2.100 metros quadrados.
“A biblioteca informatizada e multimédia vai facilitar os trabalhos das comunidades estudantis, o estudo e a ocupação de tempos livres, desenvolvendo competências e hábitos de trabalho de pesquisa, baseados em consultas, tratamento e produção de informação,”afirmou.
Para o efeito, Sebastião Teta adiantou que a identificação de empresas que vão construir as mediatecas, na província do Huambo, será feita mediante um concurso público que terá lugar em Agosto próximo. O arranque das obras está previsto para o mês de Setembro.

Tempo

Multimédia