Províncias

Calima tem mais uma escola primária

Estácio Camassete | Huambo

A comunidade da Missão da Etunda, localizada 11 quilómetros a leste da cidade do Huambo, na comuna da Calima, conta com mais uma escola de construção definitiva, com sete salas de aula, com capacidade para albergar 700 crianças, em dois períodos, construída pela Convenção Baptista de Angola (CBA).

Objectivo das autoridades administrativas e parceiros sociais é inserir todas as crianças da região no sistema normal de ensino
Fotografia: Angop

O presidente desta denominação religiosa no Huambo, pastor Feliciano Fidelino Carlos, disse que o estabelecimento de ensino já está apetrechado e aguarda apenas pela autorização da Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia para entrar em funcionamento.
Fidelino Carlos afirmou que, após a sua inauguração, a escola será frequentada gratuitamente por alunos do ensino primário, da iniciação até à 6ª classe, que actualmente estudam em locais inapropriados.
As obras da construção do empreendimento começaram em 2015 e, de acordo com o pastor Fidelino Carlos, é uma demonstração clara da parceria que deve existir entre o Governo e a igreja na solução dos problemas básicos da população.
Lembrou que a previsão era construir 18 salas, mas as limitações financeiras contrariaram o idealizado.
A Missão da Etunda, da Convenção Baptista de Angola, foi fundada pelo missionário português Manuel Ferreira Pedras, em 1929, dois anos depois de o mesmo ter fundado a Missão do Apuli, ambas na comuna da Calima.
Numa outra perspectiva, o pastor Feliciano Fidelino Carlos anunciou o arranque, ainda este ano, de um projecto agropecuário, em execução desde 2016, na localidade de Apuli, comuna da Calima, a 13 quilómetros da cidade do Huambo. O presidente da Convenção Baptista no Huambo disse que, neste momento, decorrem trabalhos de preparação de terras, sob a supervisão de um engenheiro agrónomo e três técnicos agrícolas.

Projecto agro-pecuário

Para este projecto, foram disponibilizados cerca de 170 hectares, cinco dos quais serão utilizados na próxima campanha agrícola, com arranque em Setembro, com as culturas de milho, soja e feijão, além da plantação de limoeiros, laranjeiras e tangerineiras.  Fidelino Carlos disse que serão criados cerca de 10.000 animais diversos, entre bois, cabritos, ovelhas, galinhas e patos.
O projecto contempla ainda a construção de uma escola técnico-profissional para os trabalhadores e seus filhos, bem como moradores das aldeias vizinhas.
Esclareceu que esta iniciativa foi desenhada para beneficiar, directa e indirectamente, 30.000 pessoas e surge da necessidade de associar-se aos esforços do Governo de erradicar a pobreza e a miséria nas comunidades rurais.  “É um projecto social e económico que vai produzir vários alimentos para os desfavorecidos e gerar postos de trabalho, para dar dignidade aos habitantes da comuna da Calima e outros que queiram trabalhar no campo”, disse.
A vila de Apuli é considerada berço da expansão do trabalho missionário da CBA, por ter sido lá onde, em 1927, os evangelistas portugueses abriram os primeiros pontos de pregação do evangelho. A Convenção Baptista de Angola, reconhecida pelo Governo desde 1987, é membro fundador da Aliança Evangélica de Angola do Comité de Cooperação dos Baptistas de Angola, da Fraternidade Baptista de África e da Aliança Baptista Mundial.

Tempo

Multimédia