Províncias

Camponeses do Chinjenje à espera de boas colheitas

Justino Vitorino|Chinjenje

Um total de 280 mil famílias camponesas, agrupadas em associações de camponeses e cooperativas agrícolas no município do Chinjenje,   prevêem colher, na segunda época agrícola, 328 mil toneladas de milho, 179 mil toneladas de feijão, disse ontem, ao Jornal de Angola, a chefe de Repartição da  Estação de Desenvolvimento Agrário  (EDA).

Famílias camponesas do Chinjenje prevêem colher milhares de toneladas de milho e feijão
Fotografia: Eduardo Pedro

Maria das Saudades sublinhou que na presente campanha agrícola 2015-2016, os camponeses beneficiaram de instrumentos de trabalho para alargar as áreas de cultivo, fomento agrícola e melhoramento das condições de vida das famílias, oferecidos pelo Governo Provincial.
A Direcção Provincial da Agricultura disponibilizou várias cabeças de gado bovino para tracção animal, charruas, enxadas e tractores, que permitiram desbravar uma área de 600 hectares. Outros materiais, como limas, catanas, fertilizantes e sementes foram, igualmente, entregues aos camponeses.
A responsável da Estação de Desenvolvimento Agrário   de Chinjenje  admitiu existir a nível da região um aumento significativo de produção de diversas culturas alimentares, fruto do esforço do Executivo na criação de programas de apoio às famílias camponesas.
“A nível do município de Chinjenje , temos uma actividade camponesa satisfatória, mas faltam meios de transporte para o escoamento dos produtos do campo para os principais mercados da província e  do país”, disse Maria Saudades, que acrescentou que  “as perdas dos produtos que se verificam por parte das famílias camponesas tendem a ser ultrapassadas, principalmente com o  programa Papagro, já em funcionamento na comuna da Calenga”. O programa Papagro, explicou, tem como objectivo assegurar  o escoamento e comercialização dos excedentes de produção familiar, cooperativas e de associações de produtores.

Tempo

Multimédia