Províncias

Casos de tuberculose registam aumento

João Constantino | Huambo

O director do Hospital Sanatório do Huambo, Constantino Mukwatchisa, disse ao Jornal de Angola que nos últimos meses os casos de tuberculose aumentaram na província, devido ao abandono do tratamento por parte dos doentes.

O director do Hospital Sanatório do Huambo, Constantino Mukwatchisa, disse ao Jornal de Angola que nos últimos meses os casos de tuberculose aumentaram na província, devido ao abandono do tratamento por parte dos doentes.
 Até Outubro deste ano foram diagnosticados 18.533 casos, números considerados pelo director do sanatório como altos, em comparação com os anos anteriores. “Desde que terminou o convénio com o Programa Alimentar Mundial, os doentes deixaram de dar seguimento ao tratamento”; afirmou Constantino Mukwatchisa.
Até o ano de 2006, os infectados com tuberculose recebiam do Programa Alimentar Mundial uma cesta básica, cada vez que fossem fazer os exames de controlo e acompanhamento da tuberculose. Mas como acabou a cesta básica, os doentes já não regressam para as consultas de acompanhamento.
Dados do Hospital Sanatório do Huambo indicam que dos 18.000 casos registados de Janeiro a Outubro, foram internados 936 pacientes e destes 656 receberam alta porque registaram melhoras e começaram o tratamento ambulatório. No mesmo período houve 162 óbitos por tuberculose.
O Hospital Sanatório do Huambo tem 200 camas, um laboratório, serviços de radiologia, serviços de apoio e administração.

Tempo

Multimédia