Províncias

Casos de violência doméstica tendem a aumentar na região

Juliana Domingos | Huambo

A directora provincial do Huambo da Família e Promoção da Mulher afirmou estar preocupada com o aumento de casos de violência doméstica na região e pediu que se unam esforços para combater este flagelo.

No Huambo a direcção da Família está preocupada com o aumento de casos de violência
Fotografia: Benjamim Cândido

Frutuosa de Jesus, que falava no final da visita às instalações da cadeia, que recordou que as principais vítimas de violência familiar são as mulheres e as crianças, apelou à mudança de comportamentos.
A directora provincial garantiu às mulheres reclusas que vão ser desenvolvidas campanhas de sensibilização, com palestras e seminários, para tentar que os casos de violência diminuam e todas as famílias possam viver em harmonia.
ÀAos reclusas pediu que tenham comportamento digno, assente no amor e meditação constante, e que quando voltarem à liberdade eduquem correctamente os filhos. Frutuosa de Jesus lamentou que continuem a aumentar na província os casos de fuga à paternidade e passionais, as a­gressões psicológicas e físicas e conflitos laborais “que desestabilizam os lares e desorientam as crianças”. />O Governo Provincial, insistiu, vai incrementar as palestras nas comunidades e cadeias para divulgar os instrumentos legais e evitar-se a violência no lar.
A violência doméstica, salientou, não é um problema novo, mas nos últimos anos tem atingido proporções alarmantes, pois muitas vezes resulta em mutilações, divórcios, abandonos de lares e em mortes. 
O conflito armado, disse Frutuosa de Jesus, foi o principal responsável pelo aumento da violência doméstica por se terem perdido valores que serviam de base à boa convivência. 
“O conflito armado deturpou a escala de valores e deixou sequelas de vária ordem, que resultaram em frustrações e comportamentos violentos”, afirmou a directora da Família e Promoção da Mulhe.  Na cadeia da comarca do Huambo há cerca de 50 detidas, muitas com os bebés.

Tempo

Multimédia