Províncias

Casos no Huambo estão a aumentar

João Constantino | Huambo

O director do Hospital Sanatório do Huambo disse, na quarta-feira, ao Jornal de Angola, que nos últimos meses os casos de tuberculose tendem a aumentar na província por haver quem abandone o tratamento ambulatório.

O director do Hospital Sanatório do Huambo disse, na quarta-feira, ao Jornal de Angola, que nos últimos meses os casos de tuberculose tendem a aumentar na província por haver quem abandone o tratamento ambulatório. Nos primeiros dez meses deste ano, afirmou Constantino Mukwatchisa, foram diagnosticados 18.533 casos.
“Desde que terminou o convénio com o PAM, que dava a cada paciente, que fazia exames de controlo e de acompanhamento da tuberculose, uma ‘cesta básica’, as pessoas interromperam o tratamento”, lamentou.
Dados do Hospital Sanatório referem que, das mais de 18 mil pessoas a quem, este ano até Outubro, foi diagnosticada tuberculose, 936 foram internados 936 pacientes, 656 receberam alta por melhoria, 818 deixaram o hospital por serem considerados doentes externos e 162 faleceram. O Hospital Sanatório do Huambo tem uma enfermaria, 200 camas, um laboratório e serviços de radiografia de apoio.

Tempo

Multimédia