Províncias

Centenas de desmobilizados receberam meios de trabalho

Justino Vitorino | Ecunha

Mais de 700 ex-combatentes residentes no Ecunha, Huambo, organizados em associações e cooperativas de camponeses, receberam ontem do Instituto de Reinserção Social dos Ex-Militares (IRSEM) meios de trabalho para o fomento da agricultura e de pequenos negócios.

Geradores fazem parte dos meios doados
Fotografia: Paulo Mulaza

Os beneficiários receberam bovinos para tracção, motorizadas de duas e três rodas, charruas, geradores, máquinas de costura, sacos de cimento, chapas de zinco, fertilizantes e sementes, bem como utensílios domésticos, motobombas e artigos de primeira necessidade.
À entrega dos meios, destinada a ajudar a reintegração dos ex-militares na vida social e profissional nas próprias comunidades, assistiu o secretário do Governo Provincial,  Salomão Himulova.
Salomão Himulova salientou a importância do contributo dos ex-militares na conquista da Independência Nacional e da paz, da sua formação académica e do espírito de iniciativa de negócios.
O secretário do Governo Provincial do Huambo referiu que o programa de reintegração dos ex-militares na vida socioeconómica se destina a criar aos antigos combatentes condições que lhes permita fazerem pequenos negócios e aumentarem o rendimento familiar.
O chefe dos serviços do IRSEM no Huambo declarou que o programa “Assistir Ecunha I”,  iniciado em 2012,  beneficiou numa  primeira fase mais de 500 ex-militares, que receberam instrumentos de trabalho para a agricultura.
Luís Garcia disse que para a segunda fase foram disponibilizados 1.605. 429 dólares.

Tempo

Multimédia