Províncias

China financia construção de centro profissional

Mário Clemente/Huambo

A China vai financiar, nos próximos tempos, a construção de um centro de formação profissional na província do Huambo, com as especialidades de criação de sementes, processamento de produtos agrícolas e gestão de recursos humanos.

O facto foi anunciado terça-feira pelo embaixador daquele país em Angola, Cui Aimin, durante uma visita ao Huambo, que serviu para, entre outros objectivos, conhecer melhor a realidade da província, suas potencialidades nos sectores agrícola e industrial e identificar outros sectores para o alargamento da cooperação.
De acordo com o diplomata, no passado já houve muitos resultados fruto da cooperação entre Angola e China, justificando que a sua visita tem por objectivo intensificar esta cooperação.
O diplomata assegurou que o seu país vai ajudar na concepção e construção de fazendas modernas e na formação técnica dos camponeses, enquanto no sector da indústria promete ajudar a construir novas fábricas e a recuperar algumas das já existentes. />Cui Aimin destacou que o objectivo principal da China é ajudar Angola a alcançar mais capacidade produtiva, com vista a tornar-se auto-suficiente e desenvolvido.
O diplomata apelou aos empresários chineses a investirem na província e ao governo local pediu a criação de condições mais favoráveis de negócios para todo o estrangeiro que quiser aplicar os conhecimentos e o seu capital, em conformidade com as prioridades do Governo.
O governador do Huambo, João Baptista Kussumua, disse que o embaixador Cui Aim considera o Huambo como um ponto central, a partir do qual pode mover todo tipo de tarefas.
 A visita do diplomata chinês incluiu uma palestra sobre a cooperação entre os dois países,  bem como visitas à escola primária Amizade Angola-China.

Tempo

Multimédia