Províncias

Chuvas desalojam famílias

Tatiana Marta | Huambo

Chuva torrencial acompanhada de ventos fortes desalojou 29 famílias do município do Tchindjenje, província do Huambo. As casas ficaram completamente destruídas pela força das enxurradas.

Para além da destruição de casas que fez com que muitas famílias ficassem ao relento a água das chuvas inundou campos agrícolas
Fotografia: Jornal de Angola

Chuva torrencial acompanhada de ventos fortes desalojou 29 famílias do município do Tchindjenje, província do Huambo. As casas ficaram completamente destruídas pela força das enxurradas.
De acordo com informações prestadas ontem, na cidade do Huambo, pelo administrador municipal adjunto do Tchindjenje, Quintino Canepa, a tempestade durou duas horas e destruiu igualmente outras infra-estruturas sociais.
A cobertura do palácio municipal, o sistema de retransmissão da Televisão Pública de Angola, um centro de saúde e os pára-raios instalados no edifício da administração municipal, o comité de acção do MPLA e um campo de futebol foram gravemente afectados pelas enxurradas.
O administrador municipal adjunto do Tchindjenje disse que, neste momento, a administração está a fazer esforços para criar condições para apoiar as famílias sinistradas. Praticamente todas as pessoas afectadas pela tempestade perderam as casas e todos os seus haveres, ficando apenas com a roupa que tinham no corpo.
Para minimizar as dificuldades das famílias sinistradas, Quintino Canepa disse que as autoridades do município estão a mobilizar recursos para que possam reconstruir rapidamente as suas vidas.
Os serviços oficiais vão pôr à disposição das famílias desalojadas no município de Tchindjenje chapas de zinco, blocos, roupa, utensílios domésticos e, numa primeira fase, bens alimentares.

Tempo

Multimédia